Vacina contra a doença de Alzheimer

Primeira vacina espanhola aprovada pelo Instituto Americano de Patentes para a prevenção e tratamento da doença de Alzheimer.

EB101, desenvolvida pelo Centro Internacional EuroEspes de Neurociência e Medicina Genómica, é uma vacina modelo que previne a doença e reduz eficazmente os danos cerebrais nos casos em que a doença de Alzheimer já tenha ocorrido.

Esta vacina difere das outras vacinas no mercado pelo seu duplo efeito preventivo e terapêutico, e pelas características tecnológicas que a tornam uma das vacinas mais seguras e eficazes.

 

Uma das características distintivas da EB101 é que incorpora lipossomas enriquecidos em factores tróficos que lhe conferem um duplo carácter, tanto preventivo para evitar o aparecimento da doença como terapêutico para inverter o processo de morte neuronal nas fases iniciais da doença. Outra característica distintiva é a sua segurança, pois foi demonstrado que não produz os efeitos secundários causados por outros protótipos de vacinas contra Alzheimer, tais como microhemorragia cerebral ou reacções meningoencefálicas, o que levou à suspensão dos estudos com estes modelos de vacinas mais primitivos e inseguros.

 

Até agora, apenas foram realizados estudos pré-clínicos, os estudos clínicos estão pendentes e, por conseguinte, a vacina ainda não se encontra na fase de comercialização.

 

O EB101 foi desenvolvido em animais transgénicos em cujo genoma murino foram inseridos os principais genes mutantes humanos responsáveis pela doença de Alzheimer.

 

 

A documentação oficial da vacina EB-101 da EuroEspespes foi aprovada pelo gabinete de patentes dos EUA no final de 2011.

X